domingo, 14 de setembro de 2014

Pesto de Amêndoas [ e Manjericão ]

Se nos acompanha também na rede do Facebook possivelmente recorda-se que recentemente refizemos a nossa mini-horta biológica de aromáticas (para rever aqui e aqui), pois o Inverno e a Primavera rigorosos trouxeram-nos inúmeras pragas consecutivas que mataram uma a uma as nossas aromáticas. Assim que as temperaturas e as chuvas fora de tempo estabilizaram foi altura de limpar, replantar, adubar e regar, para que o nosso cantinho de cheiros biológicos nos continue a trazer ao prato sabores maravilhosamente frescos.
É da nossa mini-horta biológica que saiem, por exemplo, o Tomilho-Limão e o Rosmaninho usados para temperar peixe, pão ou sopas; a Erva-Príncipe para pratos mais exóticos e refrescos; a Hortelã para coroar pratos mais densos de Inverno ou sobremesas frescas e, claro, o nosso indispensável e adorado Manjericão!

É nos meses de calor que esta maravilhosa erva aromática mostra o seu esplendor, crescendo vigorosamente em altura e com pés carregados de folhas grandes, intensamente verdes e cheirosas. E assim, face a tamanha abundância, fazemos Pesto caseiro que desaparece a uma velocidade vertiginosa em entradas, snacks, pratos principais e saladas. É impossível resistir a este molho italiano originário da província de Génova, cuja versão original (feito com as folhas mais tenras e jovens do Manjericão e Pinhões) conhecida como Pesto alla Genovese, usa um almofariz de pedra não porosa ou mármore para moer os ingredientes. É aliás esta técnica de confecção, onde se começa por moer o Manjericão com o Sal Marinho, em italiano pestare, que dá o nome a este molho - Pesto.

Provavelmente irá pensar que há frascos de Pesto já prontos disponíveis no mercado, que não lhe darão qualquer trabalho e que esta receita não vale a pena ser experimentada. Pois desengane-se! A rapidez e facilidade de preparação, o sabor fresco, intenso e muitíssimo apurado deste Pesto irá fazê-la (o), quase garantidamente, ficar tão fã desta versão caseira que dificilmente voltará a comprar a versão já pronta. Acredite, é MESMO assim tãoooo bom!






Junte-se a nós no Instagram


Nº Pessoas: > 8
Tempo Prep.:  10 min.
Dificuldade: * (Fácil)
Ingr. Principal: Ervas Aromáticas
Vegetariano:



Sim (Lactoveg)
Para Crianças: Sim
Tipo Prato: Molhos
Festividade: N/A
Cozinha: Italiana

Ingredientes:
- 100 gr de Manjericão fresco
- 50 gr de miolo de Amêndoa (sem pele e sem sal)
- 3 dentes de Alho (sem o gérmen)
- 1 colher de chá (rasa) de Sal Marinho
- 125 gr de Queijo Parmesão de sabor mais intenso (usei Parmigiano Reggiano Ferrarini)
- Pimenta Preta acabada de moer q.b.
- 2,5 dl de Azeite Virgem Extra de excelente qualidade (usei da variedade Galega, da Herdade do Esporão)

Vai também precisar de:
- Balança de cozinha
- Frigideira anti-aderente pequena
- Escorredor
- Facas + Tábua de corte
- Robot de cozinha
- Copo medidor
- 3 Frascos de vidro com tampa hermética e 200 ml de volume

Preparação:
Aqueça uma frigideira anti-aderente pequena em lume alto. Quando estiver bem quente, adicione o miolo de amêndoa e reduza o lume para médio/ baixo. Deixe torrar as amêndoas, agitando a frigideira com frequência, de modo a que fiquem levemente torradas e não queimem. Retire do lume e deixe arrefecer completamente.

Passe as folhas de manjericão por água abundante e escorra-as bem. 
Adicione-as ao copo do robot com o miolo de amêndoa torrada completamente frio, os dentes de alho sem o gérmen (saiba como o retirar na dica 1 desta receita) e o sal marinho, reduzindo tudo a uma pasta. Junte depois o queijo parmesão, previamente cortado em fatias pequenas, pimenta preta acabada de moer a gosto e, com o robot numa velocidade baixa, adicione o azeite em fio, reservando um pouco de azeite no copo medidor. Aumente a velocidade para o máximo até que todos os ingredientes estejam bem misturados e reduzidos a uma polpa ou pasta.

Com a ajuda de uma colher distribua o pesto pelos frascos. Uma vez cheios, deite o azeite remanescente no topo da pasta de cada frasco. Feche e guarde no frigorífico.

* Dicas:
- O Pesto pode ser mantido no frio durante cerca de duas a três semanas, sem adulteração de sabor ou cor;
- Use-o para temperar fatias de Tomate fresco e bem maduro, massas ou simplesmente para comer com tostas, pedacinhos de pão torrado ou gressinis.


Bom Apetite!


Sem comentários: