sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Massada de Peixe com Poejo

Dias de Inverno chuvosos e frios como o de hoje exigem comida de conforto, que aqueça o corpo e a alma. E esta sugestão é perfeita para isso mesmo, aquece, reconforta e sacia em cada colherada!

É um prato de inspiração alentejana, ou não fosse o Poejo a alma de tantos pratos tradicionais alentejanos e também desta Massada de Peixe. A erva aromática utilizada nesta receita é da família da Menta e é cheia de virtudes: é considerada por muitos uma planta medicinal com propriedades calmantes, digestivas, expectorantes, antimicrobianas e antiespasmódicas, entre outras.

Experimente a proposta de hoje e deixe-se transportar com o sabor do Poejo pelas planícies do nosso magnífico Alentejo!



Junte-se a nós no Instagram


Nº Pessoas: 3
Tempo Prep.:  30 min.
Dificuldade: ** (Média)
Ingr. Principal: Peixe & Marisco
Vegetariano: Não
Para Crianças: Sim
Tipo Prato: Principal
Festividade: N/A
Cozinha: Portuguesa

Ingredientes: 
- Azeite q.b.
- 2 dentes de Alho
- 1 Cebola grande
- 5 Tomates médios
- 2 a 3 hastes pequenas de Poejo seco
- Sal Marinho q.b.
- Água fervente q.b.
- 1 tranche ou lombinho de Salmão
- 1 posta de Bacalhau (usei da marca portuguesa Riberalves)
- 350 gr de Massa Cotovelos (usei da marca portuguesa Milaneza)
- 350 gr de miolo de Camarão
Opcional:
- Hortelã fresca q.b. (para decorar)
    
 Também vai precisar de:
- Fervedor eléctrico
- 1 Panela média
- 1 Colher de pau
- Esmagador de batatas
- Temporizador de cozinha
- Escumadeira
- Prato fundo (ou de sopa)

Preparação:

Deite um fio de azeite a cobrir o fundo da panela. Pique finamente os dentes de alho e a cebola e adicione à panela. Reserve.

Ferva água no fervedor eléctrico e adicione depois os tomates um a um. Deixe repousar durante cerca de 3 minutos. Acenda o lume (médio) à panela e deixe cozinhar até que a cebola comece a ficar translúcida.
Escorra a água e os tomates e retire-lhes a pele com a ajuda de uma faca. Parta-os ao meio, tirando as sementes e cortando-os em pedaços pequenos. Quando a cebola estiver translúcida adicione os tomates em pedaços, o poejo seco e uma pitada generosa de sal marinho. Mexa tudo com uma colher de pau. Deixe cozinhar alguns minutos em lume brando, até que o tomate se transforme numa polpa.
Ferva mais 1 Lt de água e reserve.

Com a ajuda de um esmagador de batatas reduza tudo a puré grosseiro e adicione água fervente em quantidade q.b. (a quantidade de água a utilizar deve cobrir as postas de peixe a cozinhar). Mexa tudo e prove - se necessário rectifique o sal. Deixe ferver e adicione as postas de peixe. Marque no temporizador de cozinha 3 minutos e deixe cozinhar o peixe em lume médio. Findo esse tempo, retire as postas de peixe para um prato de sopa com a ajuda da escumadeira e adicione ao caldo a restante água previamente fervida. Mexa e volte a provar - se necessário rectifique novamente o sal. Deixe ferver.

À posta de bacalhau que retirou do caldo deve retirar a pele e as espinhas, transformando depois em lascas grosseiras (quer o bacalhau quer o salmão). Reserve.
* Dica: Como verificará, o peixe não vai cozer totalmente, levando apenas um "entalão" e libertando o seu sabor no caldo da massada. Desta forma está a garantir que o caldo tenha o máximo sabor e que o peixe não fica ultra cozido e desfeito na altura de servir.

Assim que a água esteja a ferver, adicione a massa, mexa com a colher de pau e deixe cozinhar em lume médio. O tempo de cozedura varia de massa para massa, no entanto, se optar pela que usei, a massa ficará cozinhada em 9 minutos. De qualquer forma, usando esta ou outra marca, não a deixe cozinhar até ao tempo máximo de cozedura, seguindo os passos abaixo para garantir que a massa não fica demasiado mole e que, quer os peixes quer o marisco, ficam cozinhados no ponto:

1. Marque no temporizador de cozinha 7 minutos e deixe cozinhar a massa em lume médio/ alto;
2. Passados 3 minutos de cozedura, adicione o miolo de camarão e envolva tudo suavemente;
3. Aos 5 minutos de cozedura deite as lascas dos peixes e envolva novamente;
4. Coloque a tampa e deixe cozinhar em lume médio, até que o tempo marcado no temporizador termine;
5. Quando o temporizador tocar, desligue o lume e deixe a panela ficar tapada durante mais 2 a 3 minutos.

Sirva de imediato em pratos fundos, decore com hortelã fresca e...


Bom Apetite!


2 comentários:

Tertúlia da Susy disse...

O poejo dá um sabor fantástico, podia ser o meu almoço.
Bjs, Susana
Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:
http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2014/01/tronco-de-ano-novo-trunk-of-new-year.html
https://www.facebook.com/Tertuliadasusy

Ivete Pereira Hipólito [ blog COMIDAcomPAIXÃO ] disse...

Olá Susana, seja muito bem-vinda a esta cozinha! :)

O Poejo dá um sabor inigualável a qualquer receita e a mim leva-me sempre de volta ao meu querido Alentejo! Fico feliz que lhe tenha despertado o apetite!

Beijinho de volta para si, bom fim de semana e obrigada pelo seu comentário e visita!