sábado, 27 de junho de 2020

Cenas de um (Des)Confinamento | Das Coisas Importantes

Parte IV

Para gravar no coração... Que sejamos sempre corajosos para deixar a nossa luz própria brilhar.



Junte-se a nós no Instagram



Mantenha o distanciamento físico, use máscara facial em locais fechados e proteja-se, a si, aos seus e à sua saúde!

sábado, 13 de junho de 2020

Cenas de um (Des)Confinamento | Alimento para a Alma

Parte III

Sinto-me pássaro liberto da gaiola! E as saudades que eu tinha deste meu mar?



Junte-se a nós no Instagram



Mantenha o distanciamento físico, use máscara facial em locais fechados e proteja-se, a si, aos seus e à sua saúde!

sábado, 30 de maio de 2020

Cenas de um Confinamento | Uma Confissão e Duas Horas de Exercício

Parte II

Desde que o confinamento por causa da COVID-19 começou, em Março passado, que o meu sono se alterou muitíssimo. Se durante o dia as preocupações se diluem no (tele)trabalho, nas inúmeras reuniões via Zoom e MS Teams e nos webinars, à noite elas acumulam-se todas na "almofada" e na cabeça na hora em que devia adormecer e fazer restart ao cérebro... Mas acho que devemos andar todos igual, não?

Em Abril atingi o pico de stress dos últimos tempos: dormia cerca de 3 a 4h por noite e foi assim durante várias semanas consecutivas. Tudo por causa do impacto que o contexto que vivemos tem nas nossas vidas e, inevitavelmente, nas empresas (e por aqui há duas), na economia em geral e na capacidade que cada um de nós, em particular, tem de pagar contas. Confesso que foi um mês muito desgastante, se não o mais desgastante do último ano.
E se o sono e o apetite sofreram com o desgaste mental, senti que a minha estabilidade emocional começou a abrir fissuras preocupantes... Valeram-me as conversas virtuais e telefónicas com a família e com amigos do coração (RM muito, muito, muito obrigada pelo apoio que foste ao longo destes tempos incertos) e sinto que ter voltado aos treinos e ao exercício físico regular foi fundamental para superar o desgaste que o mês de Abril de 2020 me trouxe.

Comecei por definir as minhas rotinas e sequência de exercícios*, no início foquei-me mais no ioga para trabalhar a elasticidade e potenciar a paz de espírito, depois fui intercalando exercícios de cardiofitness para aumentar a resistência cardiovascular e pesos para trabalhar a força.
Começaram por ser apenas 2 treinos de 45 minutos por semana cada, com pesos de 2 kg para os braços. Depois passei a 3 treinos semanais de 2 horas cada e actualmente treino com pesos de 1 kg nos tornozelos, 3 kg + 8 kg nos braços e 5 kg na barriga. Perdi 6 kg, tonifiquei e, cereja no topo do bolo, passei a dormir substancialmente melhor.
Agora que o desconfinamento começa a despontar no horizonte, estou cheia de vontade e energia para voltar à marcha e à corrida, pelo menos, 1 vez por semana.

*Sugestão: Inspire-se aqui para criar as suas rotinas e sequências de exercícios para fazer em casa, na varanda ou no jardim

Há sempre inúmeras opções para lidar com as nossas frustrações e cada qual opta, consciente ou inconscientemente, pela suas "soluções". Durante o confinamento houve quem se tivesse compensado emocionalmente com a comida e outros que se compensaram com o exercício. Eu segui pelo segundo caminho e com isso aumentei a produção da serotonina (a chamada hormona do bem estar, produzida durante o exercício físico), sinto-me mais relaxada, serena e feliz e, mais espectacular ainda, até passei a caber muito melhor nas calças (eheheheh)!
Infelizmente os desafios que todos os negócios vivem neste momento não se eclipsaram num passe de magia, mas lido com eles com maior serenidade e ponderação, uma vez que me sinto mais "centrada" e descansada.

Aceite a minha sugestão e volte também você ao exercício físico. (Re)comece devagar, ao seu ritmo, mas (re)comece. Comece, por exemplo, com uma caminhada semanal durante 30 minutos - ponha o sistema cardiovascular a funcionar. Na semana seguinte faça 2 caminhadas. Na outra semana mantenha as 2 caminhadas e ganhe coragem para criar e pôr em prática uma sequência de exercícios para fazer em casa durante 30, 40 minutos. As inspirações estão lá em cima, no link que lhe deixei. Depois, motive-se a continuar, semana após semana. E sim, vai sentir-se cansada(o) no início e um bocadinho dorida(o), mas progressivamente isso passa e é substituído por melhor humor, maior resistência física e melhor qualidade de sono.

Já agora, por favor, lembre-se que você não é uma ilha perdida no meio de um oceano. Se sentir que a sua estabilidade emocional ou mental começa a precisar de reforço, converse com um amigo ou familiar. Não se feche em si e não se deixe à deriva, sem norte. Ao seu lado, à distância de um Whatsapp, de um Zoom ou de um telefonema há sempre alguém amigo que pode fazê-lo sorrir de novo, dar uma ou duas gargalhadas e ajudar a aliviar a "carga" do caminho. Em alternativa, se o peso começar a ser impossível de carregar, saiba que também tem disponíveis as linhas telefónicas Saúde 24 (808 24 24 24), todos os dias, 24h por dia; e SOS Voz Amiga (213 544 545 / 912 802 669), todos os dias, das 16h às 24h.
E quando for você o amigo procurado por alguém que também precise, não deixe de fazer o outro sorrir e desabafar o que queira ou necessite. Estamos todos no mesmo barco e todos, sem excepção, precisamos de um ombro amigo.



Junte-se a nós no Instagram



 Mantenha o distanciamento físico e proteja-se, a si, aos seus e à sua saúde!

sábado, 16 de maio de 2020

Cenas de um Confinamento | Inspiração, Scones Quentes e Compotas

Parte I

Resiliência e mimos. Força de espírito e muito amor próprio. É o que o momento que vivemos nos pede. Que tenhamos uma fé inabalável que, em breve, vamos olhar para trás e pensar que também isto passou e que nos transformou para melhor. A cada um de nós e à humanidade. E para que a tranquilidade de espírito não me abandone foco-me no momento à medida que acontece... Como este, em que a minha cozinha se enche do cheiro delicioso de uns Scones acabados de fazer, na manteiga que se derrete neles e nas compotas gulosas da Bonne Maman que lhe dão sabor. #pub



Junte-se a nós no Instagram



 Mantenha o distanciamento físico e proteja-se, a si, aos seus e à sua saúde!

sábado, 14 de março de 2020

Modo de Hibernação...

...ACTIVADO!
Desde a passada segunda-feira e até a crise epidemiológica relacionada com o COVID-19 serenar, a nossa empresa adoptou o teletrabalho e todas as reuniões passaram a ser não presenciais, através de ferramentas digitais. Hibernámos, mas não parámos. E convidamo-lo(a) a fazer-nos companhia também. 

A trabalhar em casa, a fazer exercício em casa, a alimentar-nos bem junto das nossas famílias, a pôr o sono em dia no conforto das nossas almofadas, a pôr em prática aquelas ideias de organização de casa que andam adiadas há meses por falta de tempo, a usufruir da família e dos afectos. E a sonhar sonhos novos!

Precisamos de ser mais uns pelos outros, de compaixão, civismo e respeito pelo outro. E de encarar este momento desafiante com a esperança que vamos sair dele mais sábios e resilientes. #euficoemcasa


[ English version ] 

Hibernation mode ON!
Since monday and until the epidemiological crisis related to the COVID-19 slows down, our company have adopted teleworking and all meetings have become non face-to-face, using digital tools. We've hibernated, but we didn't stop. And we invite you to join us.

Working from home, exercising at home, eating well with our families, catching up on sleep in the comfort of our own pillows, putting in practice those organization ideas at home that have been delayed for months due to the lack of time, enjoying our families and affections. And dreaming new dreams!

We need to be more for each other, with compassion, civics and respect for each other. And to face this challenging moment with the hope that we will leave it wiser and more resilient. #stayhome



Junte-se a nós | Join us on Instagram


sábado, 8 de fevereiro de 2020

Sopa de Batata-Doce e Espinafres

Faz hoje 10 anos que deixei de fumar! Uuu-uuuuuuuuuuu! 

Tomei a decisão de forma consciente (mais consciente do que quando comecei), deixei o maço a meio e nunca mais toquei num cigarro. No dia em que fumei pela última vez, disse ao J. que aquele seria o meu último cigarro. Ele, trocista, olhou para mim e riu-se. Mas que sabia ele na altura sobre a minha força de vontade? Acho que entretanto, quer ele, quer eu, aprendemos muito sobre essa minha força...

Não precisei de consultas especiais, pensos ou pastilhas de nicotina, nem ganhei peso a mais. Ganhei sim "pulmão" para as corridas, o olfacto e o paladar melhoram substancialmente, o cabelo e a roupa passaram a cheirar sempre bem e a carteira ganhou novo fôlego (e passados 10 anos, ainda ponho no mealheiro - sim, tenho uma porquinha cor de rosa na cómoda do quarto - todo o dinheiro que gastaria por semana em maços de tabaco). Foi sem qualquer dúvida, uma das melhores resoluções da minha vida!

Quando partilho a minha história com quem ainda fuma, oiço dizer muitas vezes que deixar de fumar assim só é possível para quem não tinha o vício. Mas eu fumei durante 16 anos, 3 a 4 maços por semana, e se isso não era vício, não sei o que seria. Depois vem usualmente o argumento de que "Mas eu gosto de fumar!", ao que eu usualmente respondo que também eu gostava de fumar, mas descobri que gosto mais das minhas veias, dos meu pulmões e da minha carteira. E depois vem um silêncio de desconforto do outro lado... A ficha cai, mas mudar hábitos custa. É mais fácil então mudar de conversa. 

Quando dou formação e abordo as questões da Motivação, digo aos meus formandos que a motivação é intrínseca e não extrínseca. Ou seja, começa e acaba sempre em cada um de nós. Da mesma maneira que a mudança também começa sempre em cada um de nós, nunca nos outros. Afinal, só nos podemos mudar a nós próprios e a mudança dos outros nunca depende de nós.
A automotivação e a autoregulação é o que nos faz "andar" até alcançar o(s) objectivo(s) - qualquer que ele(s) seja(m). É o que nos dá força quando a tentação nos volta a atormentar. Agora, tem é de haver um objectivo a atingir e ele tem de estar claro na nossa cabeça. Isso e termos definido claramente qual o benefício para nós próprios em atingi-lo.

No exemplo de deixar o tabaco, deixar de fumar é o objectivo e o benefício pode ser poupar dinheiro e/ou melhorar a saúde cardiovascular. Mas não podemos deixar ficar a "coisa" por aqui: há que nos "mostrar" o benefício. Ou seja, arranje um mealheiro e poupe todo o dinheiro que ia gastar em tabaco num mês, em seis meses ou num ano. Vai uma aposta que quando vir no final de cada mês o dinheiro que poupou, vai arranjar de seguida um objectivo para essa poupança de dinheiro? Podem ser as férias do próximo ano, um novo robot de cozinha, amortizar uma dívida, pagar o IMI, o que seja, mas vai acontecer-lhe também a si.
No meu caso, as minhas poupanças referentes ao tabaco que já não fumo já pagaram, entre outras coisas, férias, equipamento fotográfico novo e um robot de cozinha topo de gama. E quer saber? Quando olho para as coisas dessa forma, para além de saber que as minhas veias e os meus pulmões são muito mais saudáveis hoje do que há 10 anos atrás, o benefício financeiro que encontro em ter deixado de fumar faz-me querer activamente não voltar a tocar em tabaco. Por isso, e de novo, hoje é dia de festa por aqui: não fumo há uma década!

Podia celebrar com um bolinho, afinal até é fim-de-semana, mas prefiro celebrar com uma sopinha boa! É que o fim-de-semana por aqui é raras vezes sinónimo de bolos e sempre sinónimo de compra de alimentos e de pré-preparação das refeições da semana seguinte.
Preparar as refeições da semana com antecedência dá um jeitaço quando as agendas andam uma loucura. No nosso caso, o início de ano é sempre uma altura de muitas horas de produção dentro de 4 paredes: termina-se a programação de experiências, escapadas e viagens do novo ano; carrega-se produto novo nos sites; "cozinham-se" as novas brochuras e preparam-se as presenças nas feiras de turismo ao longo do ano. Por isso, e para não rebentar com o orçamento mensal para alimentação e com a balança, tem de haver comida saborosa, variada, saudável e pronta a aquecer quando se regressa a casa do trabalho, a desoras, e se sabe que a seguir ainda se vai trabalhar mais uns bons pares de horas.

E esta semana, na ementa há.... Rufos de tambor... Sopa de Batata-Doce e Espinafres na Bimby! Umas das nossas preferidas!
Usualmente as nossas refeições começam sempre com sopa e há mesmo dias em que o jantar é só sopa, umas fatias de queijo e umas tostas.  E a sopa que partilho hoje convosco, apesar de não ser uma receita super criativa, é uma receita garantidamente boa, fácil, muito saborosa e saudável! Não leva sal (e não precisa), fica super cremosa e não há esquisito na altura de comer que lhe ponha defeitos. Vai experimentar?





Junte-se a nós no Instagram

quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

Desejos de Ano Novo...

Há poucos dias alguém me dizia que cada ano novo que se inicia, iniciamos mais uma série de ilusões. "Que vamos mudar isto, alcançar aquilo e que, no final dos 12 meses, continua tudo igual". Fiquei com pena de ouvir aquelas palavras e, talvez, mais ainda daquela pessoa. É que a vida de alguém que diz algo assim parece resumir-se a um disco que toca sempre a mesma música, sem esperança num amanhã melhor ou confiança em si próprio para mudar o que não o faz feliz. 

Não consegui ficar indiferente perante aquele desabafo e, junto com um abraço e os meus desejos de bom ano novo, acrescentei que não nos devemos deixar encalhar na vida ou habituar ao que não nos faz felizes. Há certamente coisas que não podemos mudar, apenas aceitar, mas mesmo nessas coisas podemos sempre escolher uma de duas perspectivas: a alegria e a esperança ou a tristeza e a desilusão.

Assim, hoje, quando comecei a escrever este post de boas vindas ao Novo Ano, não precisei pensar muito no rumo que queria dar a esta mensagem ou na fotografia que pretendia partilhar consigo. Por isso e para 2020, trago a inspiração de Fernando Pessoa:
"Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário. Alague o seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas. Se achar que precisa voltar, volte! Se perceber que precisa seguir, siga! Se estiver tudo errado, comece de novo. Se estiver tudo certo, continue. Se sentir saudades, mate-as. Se perder um amor, não se perca! Se o achar, segure-o!"

Que o Novo Ano, o último desta década, seja muitíssimo bem-vindo e nos permita manter um coração grato por todos os momentos felizes, desafios e lições aprendidas no ano que terminou. 

A si, em particular, que nos faz companhia aqui no blog e nas nossas redes sociais e também aos nossos parceiros, família e amigos, deixamos um enorme OBRIGADA por estar(em) connosco!

Pronto(a) para iniciar mais um livro de 366 páginas?



Junte-se a nós no Instagram



Que 2020 seja um ano FANTÁSTICO para todos nós!

sábado, 16 de novembro de 2019

Postal de Viagem | Éfeso

Com o ano velho quase a chegar ao fim é muito bom recordar as viagens de 2019 e mais entusiasmante ainda pensar nas que 2020 poderá trazer por aí!

Este postal de viagem foi tirado na apaixonante Turquia, nas espectaculares ruínas de Éfeso, considerada Património da Humanidade pela UNESCO, num dos maiores teatros da antiguidade, com capacidade para cerca de 25.000 espectadores. 
Esta antiga cidade grega, dedicada à deusa Artemisa, localiza-se no mar Jónico e foi construída no séc. X a.C.. Éfeso, que esteve sob o poder do império romano e que, devido à sua dimensão (chegou a ter uma população de 250.000 habitantes) e localização estratégica, foi considerada a segunda maior cidade do império, tem a sua história intimamente ligada ao cristianismo, foi lugar de dois concílios ecuménicos e diz-se ter sido o local onde Maria, mãe de Jesus, terá vivido os últimos anos da sua vida.
Para quem gosta da história da antiguidade, Éfeso, com o seu Teatro, Biblioteca de Celso e Templo de Adriano é um local a não perder!

Digo muitas vezes (para a família, amigos e para mim mesma) que a vida é curta, por isso não vale a pena adiar "aquela" viagem de sonho. Fale-se com os consultores de viagens, apanhe-se o avião, faça-se a viagem e sonhe-se com novos destinos!
Eu já ando a fazer a lista dos próximos destinos. E você, para onde vai viajar a seguir?

Descubra mais do itinerário da nossa viagem da Turquia, mais das nossas fotografias, sugestões e dicas no Instagram e...

Deixe-se inspirar!



[ English version ]  

With the old year almost over it is very good to remember all travels of 2019 and even more exciting to think about what 2020 might bring in travel matters!

This travel postcard was taken in the fascinating Turkey, at the spectacular ruins of Ephesus, a UNESCO World Heritage site, in one of the largest theaters of antiquity, with a capacity of around 25,000 spectators.

This ancient Greek city, dedicated to the goddess Artemis, is located on the Ionian Sea and was built in the 10th century b.C.. During the Roman Empire, Ephesus was considered the second largest city of the empire due to its size (250.000 people) and strategic location. It's history is closely linked to Christianity, was the site of two ecumenical councils and is said to have been the place where Mary, mother of Jesus, lived the last years of her life.
For those who enjoy the history of antiquity, Ephesus with its Theater, Celsus Library and Temple of Hadrian is a must see!

I often say (to family, friends, and to myself) that life is short, so it's not worth delaying "that" dream travel. Talk to the travel consultants, take the plane, make the travel and dream of new destinations! 

I'm already making the list of my upcoming destinations. And you, where are you going to travel next? 

Find out more about more of our travels, photos and tips on Instagram and...
 

Be inspired!



Junte-se a nós | Join us on Instagram