segunda-feira, 10 de julho de 2017

Trança de Fiambre, Queijo, Tomate Seco e Cebolinho

Tenho horror a dietas restritivas. Sempre tive. Aliás, fujo delas como "o diabo foge da cruz". O meu foco alimentar é o que aqui partilho convosco, uma dieta não fundamentalista, equilibrada, saudável e variada (como de tudo, fujo moderadamente dos açúcares, das farinhas e dos fritos em geral; adoro vegetais, frutas e inspirações da cozinha do mundo), mantenho uma rotina diária de exercícios de fitness e pilates (vejam aqui algumas ideias de exercícios que podem facilmente fazer em casa), corro 2 a 3 vezes por semana, bebo muita água, não consumo sumos ou refrigerantes de compra e gosto de um bom vinho ou de uma boa cerveja gourmet ou artesanal ao fim-de-semana. 

Até ao momento tem funcionado perfeitamente para mim, mantenho o mesmo peso (mais quilo, menos quilo), surpreendentemente visto roupa que usava quando tinha 15/16 anos e sinto-me bem, física e mentalmente, com o meu peso e com o meu corpo. Confesso que ajuda ser muito mais fã de salgados do que de doces, mas sinceramente acho que os truques que fazem a diferença são perceber que não posso andar repetidamente a cometer excessos alimentares e saber controlar os "desejos". E quando é dia de "pecado da gula", usualmente o pecado é feito numa refeição, em dias específicos da semana. Depois volto à "normalidade" da dieta regular e do exercício físico e o peso não sofre grandes alterações.

A sugestão que vos trago hoje é para um desses momentos de pecado, que são a "cara" de um dia de Verão, perfeita para a merenda da praia, para ver desaparecer nas mãos e nas barrigas dos miúdos (e graúdos), depois de muitos banhos de mar, castelos de areia, pulos e gargalhadas de animação, tão habituais nos mais pequenos.
Lembram-se das "merendeiras"? Aqueles folhados rectangulares recheados de fiambre e queijo, egoístas (pois só chegam para um), que são comuns encontrar em pastelarias, usualmente com um aspecto sequíssimo?
Pois hoje partilho convosco uma mega trança gulosa e linda ao olhar, dourada e estaladiça, inspirada nessas merendeiras. Esta tentação serve facilmente 3 a 4 "gulosos", fica pronta a comer em apenas 30 minutos, é super fácil de preparar e é simplesmente de babar! Casei o Fiambre da Perna Extra da Primor com o Queijo, aprimorei o sabor com uns pedacinhos de Tomate Seco e Cebolinho, temperei tudo com Sal Rosa dos Himalaias (riquíssimo em iodo) e Pimenta Preta e, por fim, salpiquei o topo da massa com Sementes de Papoila para dar crocância... Tão, mas tãooooo gulosa, que o único defeito que lhe encontro é desaparecer estupidamente rápido (como o Verão, as férias e os dias bons de praia)!




[  Junte-se a nós no Facebook  ]

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Bacalhau à Brás

A sugestão de hoje vai direitinha para quem ADORA Bacalhau e a gastronomia tradicional portuguesa! Partilhamos uma das nossas receitas clássicas preferidas com o "fiel amigo" como ingrediente principal, que serve 3 a 4 pessoas e fica pronta a saborear em apenas 30 minutos.

Mais uma da nossa selecção de receitas fáceis, simples, rápidas e deliciosas, prontinha a inspirar os amigos que nos seguem fora de Portugal, pela Europa, do outro lado do Atlântico e também no continente africano!



[ Junte-se a nós no Instagram ]



Venham descobrir mais das nossas sugestões no Instagram e...

Deixem-se inspirar!

domingo, 4 de junho de 2017

Pizza com Massa de Couve-Flor...

...e cobertura de Queijo Feta, Peito de Peru, Mozzarella, Azeitonas Verdes e Oregãos

SEM Farinha | SEM Glúten


As noites de pizza desta casa tiveram várias fases, a primeira, enquanto o meu enteado foi pequeno (e cheio de carocolitos loiros e fofos, saudades...) acontecia quinzenalmente ao fim-de-semana e as pizzas eram entregues em casa - um descanso para esta cozinheira, que tinha folga do fogão ao jantar de sábado - e eram sempre seguidas por uma sessão de cinema em casa.
A segunda fase veio com os sobrinhos quando por cá ficavam a dormir, em que comecei a prepará-las do zero, envolvendo-os também na cozinha: cada um escolhia os ingredientes que queria na sua pizza e ajudavam na preparação desde o início e até que entrassem no forno. Depois era comer e vê-los deliciados com as "suas" pizzas que, claro, eram muito melhores do que as dos manos!
Agora que estão todos crescidos, estão a acabar o liceu ou andam na faculdade, namoram e têm uma vida social super agitada, as pizzas são só para nós e faço-as menos vezes. As de agora são também preparadas do zero, mas numa versão sem farinha e por isso sem glúten, mais light e também mais digestiva. E é a receita desta mais recente versão da pizza cá de casa que partilho convosco hoje. 

A massa das nossas pizzas do passado, que continha farinha, fermento e glúten, passou à história e agora deliciamos-nos com esta massa de Couve-Flor, muitíssimo mais saudável, incrivelmente saborosa e aromática (a combinação de especiarias e ervas aromáticas faz toda a diferença no paladar), nada gordurosa e surpreendentemente consistente, aguentando perfeitamente o peso da cobertura sem se partir. Os toppings (ou coberturas) mantém-se fieis às nossas preferências, mas actualmente procuro ingredientes que não contenham glúten e tenham baixo teor de sal (o sr. Marido tem tendência para tensão arterial alta e o sal não ajuda absolutamente nada a manter esta questão controlada).
Para além desta actual versão ser bastante mais saudável é também consideravelmente mais económica, pois uma Couve-Flor com cerca de 1 kg dá para preparar duas massas, sendo que podem ser facilmente congeladas para as próximas pizzas - vejam como no corpo da receita. 

Estupidamente boa, estupidamente fácil e estupidamente mais salutar, esta nossa pizza promete fazer as delícias aí de casa, de miúdos e graúdos, quem sabe também antes ou durante uma sessão de cinema em casa, ao fim-de-semana. Deliciem-se e aproveitem todos os momentos com os vossos miúdos, enquanto eles são pequenos e as asas deles ainda são pequeninas para voar! ♥






[  Junte-se a nós no Facebook  ]

domingo, 28 de maio de 2017

Golden Tea

Um dos meus chás preferidos na época das alergias primaveris, este Golden Tea ou Chá Dourado com Cúrcuma (também conhecido como Açafrão-das-Índias) e Gengibre é um poderoso aliado contra a dor, a inflamação e os narizes pingões e ainda um fantástico boost para o sistema imunitário.

Fácil, rápida e totalmente livre de químicos, esta é uma sugestão perfeita para a lista de remédios naturais aí de casa. Experimentem!



[ Junte-se a nós no Instagram ]



Venham descobrir mais das nossas sugestões no Instagram e...

Deixem-se inspirar!

domingo, 30 de abril de 2017

Rosas de Maçã com Bacon de Peru

Simplesmente adoramos Maçãs! Metade da fruteira gigantesca cá de casa pertence-lhes durante todo o ano, numa imensidão de variedades consoante a estação, entre a Bravo de Esmolfe (a queridinha do sr. Marido) e a Maçã de Alcobaça (a minha queridinha) para comer como snack a meio da manhã ou da tarde, a Reineta para assar no forno, a Royal Gala e a Starking para purés de acompanhamento de carnes assadas quando estão muito maduras e extra-doces.
E foi exactamente o aroma a maçãs maduras e doces que inundava a sala de jantar que despertou a inspiração para a receita de hoje...

Trazemo-vos Rosas, senhoras(es)! Surpreendentes, estaladiças e saborosas!
Os aromas que se libertam e inundam a casa enquanto cozinham no forno, a maneira como resultam no prato na altura de servir e o equilíbrio delicado entre os sabores doces, salgados e apimentados, tornam estas nossas Rosas num amuse-bouche simplesmente perfeito para servir a quem mais se ama. E por isso mais do que perfeitas para surpreender as queridas Mães no próximo Domingo!

Aceitem a nossa sugestão, experimentem os sabores e os aromas destas nossas deliciosas rosas: ofereçam-nas aos vossos eternos amores e celebrem a vida, a vossa e a de quem vos adora com todas as forças dos seus corações!





[  Junte-se a nós no Facebook  ]

sexta-feira, 31 de março de 2017

Crepiocas de Espinafres com recheio de Cogumelos e Peru com Ervas...

 ...com Saladinha de Couve Chinesa Pe-Tsai e Tomate Cherry


Finalmente é sexta-feira, yeaahhh! 
E só por causa disso e porque os melhores dias da semana estão aí mesmo à porta, trazemos a sugestão perfeita para o brunch do próximo Sábado ou Domingo.

Com alto teor de proteínas trazidas pelo Ovo e pelo Peito de Peru com Ervas da Primor; SEM Glúten, como é apanágio da Tapioca; SEM Açúcar; rica em ferro, cálcio, selénio, zinco, vitamina C (entre outros minerais e vitaminas) trazidas pelos Espinafres e ainda em iodo, flúor, muita fibra e vitamina K (entre outras) concentradas na Couve Chinesa Pe-Tsai, a receita de hoje é uma sugestão vencedora para quem não quer sacrificar o sabor enquanto se alimenta de forma saudável.  
Para quem ainda não experimentou Tapioca, este é um ingrediente secular muito querido no Brasil e não é mais do que a fécula extraída da mandioca, estando usualmente disponível em forma granulada. Ganhou relevo pelo mundo mais recentemente por ser um ingrediente totalmente isento de glúten, podendo facilmente substituir a farinha de trigo até na composição de pão. É um excelente ingrediente para quem pratica actividades físicas e desportivas de alta intensidade, mas deve ser consumido com moderação por diabéticos devido ao seu elevado índice glicémico.
  
Propomos umas Crepiocas fofas (ou se preferirem, uns Crepes fofos de Tapioca) de Espinafres, prontas a comer em apenas 30 minutos, para partilhar com a cara metade (quem sabe depois de uma corrida ou caminhada mais intensa a dois).

Aproveitem a nossa sugestão, os dias de sol que se avizinham e as temperaturas mais amenas de Primavera para praticar exercício físico. Calcem os ténis e mexam-se porque, afinal, faz tão bem ao corpo quanto à mente!





[  Junte-se a nós no Facebook  ]

terça-feira, 28 de março de 2017

Peito de Peru com Legumes na Cocotte | Slow Cook

Diz que a Primavera chegou oficialmente ao hemisfério norte no dia 20 de Março. Mas na realidade, o Inverno ainda não deixou a estação mais bonita do ano instalar-se neste nosso cantinho à beira-mar plantado... Muita chuva e temperaturas baixas, depois de uns dias solarengos e quentinhos, obrigaram-nos a vestir (de novo) mais umas camadas de roupa, tirar as galochas do armário e procurar conforto em pratos quentes de sabores mais rústicos.

Como já havia partilhado convosco nesta receita de Sopa de Beldroegas com Queijo de Cabra, muitas das minhas memórias de paladar estão ligadas ao Alentejo e aos inúmeros e felizes fins-de-semana (e férias) passados no monte dos tios perto de Reguengos de Monsaraz.
Era costume, no Outono e no Inverno, a tia levar para o monte um Estufado de Peru com Cenouras previamente cozinhado que chegava a Domingo ainda mais apurado, suculento e tenro. E como era maravilhosa esta carne branca ao pequeno-almoço, entre duas fatias de pão alentejano torrado!

A sugestão de hoje é inspirada nesta memória tão pessoal, na receita do estufado da tia e nos sabores que fazem parte da minha história de vida.
Sempre que preparo este Estufado de Peru volto atrás no tempo, às memórias deliciosamente simples de uma vida pouco ou nada tecnológica, ao cheiro do combustível do gerador que se ligava apenas quando a noite caía para termos luz ao jantar, às noites passadas na tagarelice sussurrada com a querida prima até às tantas, ao barulho do mato a partir quando perto do monte andavam javalis... Saudades!

A este nosso Peru com Cenouras acrescentei Cogumelos e Ervilhas, exaltei a doçura das Cenouras com o sabor exótico dos Cominhos e deixei apurar todos os sabores na Cocotte de ferro fundido em lume baixo, durante cerca de 2 horas. A carne, primeiramente caramelizada, cozinha lentamente com os legumes, criando um prato de sabores rústicos perfeito para alimentar o corpo e alma. 
Pura comida de conforto que, como na receita da tia, com o passar do tempo vai tornando a carne ainda mais tenra, macia e incrivelmente suculenta.

Esta receita foi concebida para durar alguns dias (até porque as quantidades aqui indicadas servem generosamente 6 a 8 pessoas), para aquelas semanas em que já sabemos de antemão que chegaremos tarde a casa e sem vontade de cozinhar ou para levar para os almoços no trabalho, na marmita.
Sugiro que acompanhe esta deliciosa carne branca de panela com arroz branco, puré de batata ou de couve-flor, com couscous ou um mix de quinoa.

Aceite a nossa sugestão e delicie-se com estes sabores campestres, simples e reconfortantes!





[  Junte-se a nós no Facebook  ]

segunda-feira, 13 de março de 2017

Papas de Aveia, Cacau, Maca e Banana

SEM Açúcar | SEM Glúten | SEM Lactose | Vegetariano


Inspiração para pequenos-almoços de campeões (e campeãs) gulosos, para devorar SEM culpas! Boa semana, gente gira! ♥



[ Junte-se a nós no Instagram ]



Venham descobrir mais das nossas sugestões no Instagram e...

Deixem-se inspirar!