quarta-feira, 15 de abril de 2015

Hummus com Paprika | Moroccan Style

Quem acompanha esta cozinha há algum tempo sabe que sempre que possível gosto de pegar na mala e ir descobrir o mundo, uma cidade de cada vez. Também não será novidade que um dos destinos que mais me apaixonou foi Marrakech, em Marrocos. No Norte de África e apenas a (cerca de) 1 hora de Lisboa de avião, este país e mais concretamente esta cidade, estranha-se logo que se desembarca no aeroporto, pelas temperaturas quentes durante o dia e pela elevada percentagem de humidade no ar e, claro, pelos cheiros tão diferentes aos que estamos habituados. Mas Marrakech entranha-se em nós e deixa-nos irremediavelmente apaixonados para a vida! E não são precisos muitos dias para que a paixão aconteça, apenas horas e, no meu caso extremo, minutos...

Tudo nesta cidade é vibrante, a vida na labiríntica Medina, a arquitectura, a cultura, as cores das cerâmicas e dos edifícios e, claro, a gastronomia! Desde as especiarias, à delicada doçaria, passando pelos chás e culminando nos pratos principais, este é um magnífico destino para ser desvendado por um foodie!

E é inspirada por esta cidade que hoje partilho convosco uma sugestão vegetariana, perfeita para um amuse bouche de fim de semana, para dar início a uma refeição entre amigos. Proponho-vos um Hummus em que os Cominhos Moídos nos levam a viajar, logo à primeira dentada, até Marrocos.
O Hummus (ou homus) é uma receita secular, comum a todo o mundo árabe (Norte de África, Médio Oriente e sul do Mediterrâneo), com ligeiras variações na sua confecção e tem como ingredientes principais Grão-de-Bico, pasta de Sésamo ou Tahine, sumo de Limão, Alho, Sal e Azeite.
O que hoje vos proponho tem um twist diferente trazido pela raspa de Limão e pelo inconfundível sabor fumado da Paprika e que levam este hummus a um nível ainda mais surpreendente (e impossível de parar de comer)!

Para além de nos proporcionar uma viagem imediata até destinos exóticos, a sugestão de hoje é muito rápida e fácil de preparar e é excepcionalmente rica em fibra (trazida pelo grão) que ajuda a reduzir os níveis do mau colesterol e que impede que os níveis de açúcar subam rapidamente no organismo após uma refeição, o que a torna uma óptima escolha para diabéticos, com resistência à insulina ou com hipoglicemia.

Aventure-se com a proposta de hoje e conheça um pouco mais dos sabores exóticos deste apaixonante país, viajando no prato sem precisar de malas ou cartão de embarque!






[ Junte-se a nós no Instagram ]


Nº Pessoas: 6
Tempo Prep.:  15 min.
Dificuldade: * (Fácil)
Ingr. Principal: Vários
Vegetariano: Sim
Para Crianças: Sim
Tipo Prato: Entrada
Festividade: N/A
Cozinha: Marroquina

Ingredientes:
 
- 200 gr de Grão-de-Bico cozido
- 120 ml de Sumo de Limão (o que corresponderá grosseiramente ao sumo de 2 limões médios)
- Raspa de 1 Limão biológico (não use limões de casca encerada)
- 60 ml de Tahine biológico
- 2 dentes de Alho grandes
- 1 colher de sopa (rasa) de Sal Marinho + 1/2 se necessitar corrigir os temperos
- 1/2 colher de sopa de Pimenta Preta moída + alguma para temperar no final
- 1 colher de chá de Cominhos moídos
- 100 ml de Água
- Azeite Virgem Extra q.b. (usei biológico com 0,1 de acidez da marca portuguesa Acushla)
- 1 colher de sopa de Salsa finamente picada
- 1 colher de chá de Paprika

Para Acompanhar:
- 6 a 8 Cenouras grandes cortadas em palitos
- Grissinis q.b.

 Também vai precisar de:
- Balança de cozinha
- Escorredor pequeno
- Tábua de corte + Faca
- Copo medidor
- Robot de cozinha
- Colher de sopa + colher de chá
- Espátula ou Salazar
- Tigela cerâmica pequena
 
Preparação:
Escorra o líquido de cozedura do grão-de-bico e deixe arrefecer - se optar por usar já pré-cozinhado, em frasco ou em lata, escorra o líquido da conserva e passe-os por água corrente, escorrendo bem. Reserve.

Deite o sumo de limão e a tahine (previamente escorrida do óleo que a acompanha *) no robot de cozinha e misture em velocidade alta o tempo necessário até que estejam bem ligados e a cor fique notoriamente mais clara.

* Dica: Sugiro que escorra o óleo para um copo pequeno e o reserve até tirar a quantidade de tahine que necessita de usar. Reponha o óleo à tahine que sobrar no frasco para evitar que a pasta seque e para que mantenha a consistência original até à próxima utilização.

Adicione o grão-de-bico, os dentes de alho sem casca, o sal marinho, a pimenta preta moída e os cominhos. Misture em velocidade média até obter uma mistura homogénea e granulosa. Adicione a água em fio e aumente para velocidade alta até obter uma pasta cremosa e suave. Prove e corrija os temperos, se necessário.

Com ajuda de uma espátula, transfira o hummus para uma tigela cerâmica pequena (de sopa, p.ex.), deite um fio de azeite generoso no topo, salpique com a salsa finamente picada, a raspa de limão, a paprika e mais uma pitada a gosto de pimenta preta moída.

Sirva com cenouras cruas cortadas em palitos (descasque as cenouras, passe-as por água, escorrendo-as de seguida, corte-as ao meio, cortando depois longitudinalmente cada metade e finalmente cortando cada parte em palitos da mesma espessura) e os seus grissinis preferidos.

* Dica: Se sobrar alguma quantidade de hummus guarde-o no frigorífico, devidamente tapado. Sirva no dia seguinte, retirando do frio cerca de 5 minutos antes de usar e repetindo os últimos dois passos desta receita antes de servir.


Bom Apetite!


Sem comentários: