terça-feira, 10 de setembro de 2013

Sopa de Beldroegas com Queijo de Cabra [e sabor a memórias de adolescência]

Ao longo dos anos tenho experimentado muitas versões diferentes da tradicional Sopa de Beldroegas e nenhuma outra superou a que partilho hoje! Foram precisos mais de 20 anos e os produtos de uma quinta biológica para voltar a comer a Sopa de Beldroegas da D. Odete. E mais que uma sopa, revelou-se uma viagem no tempo!

Muitos dos fins de semana e férias da minha adolescência foram passados num monte alentejano perto de Reguengos de Monsaraz. Foi um local de aventura, liberdade, conversas e gargalhadas boas até de madrugada com a madeira da lareira a crepitar, onde conduzi um carro pela primeira vez (graças à fé da querida tia nas minhas capacidades), onde descobri o encanto pela fotografia... São tantas e tão boas as memórias deste local, dos tios, da prima, de mim com menos 20 anos...

A autora desta receita, que sempre conheci apenas por D. Odete, era a esposa do guarda do monte dos tios. Viviam numa casinha mesmo ao lado da casa principal, tinham um rebanho de ovelhas e uma pequena horta, tomavam conta do monte, das galinhas e dos patos e sempre que me cheirava à cabeça de alho a fritar lentamente na panela de ferro ia sentar-me no primeiro degrau da sua porta, pois sabia que era dia de Sopa de Beldroegas. E ali ficava, sentada, paciente, até que ela viesse à porta e me visse. E ela sabia sempre que eu lá estava e pelo que esperava: a primeira "malga" de sopa ainda fervente era sempre minha!

Não sei se a D. Odete ainda será viva, pois perdi-lhe o rasto com os anos, mas aqui fica a minha pequena homenagem à sua MARAVILHOSA sopa e a todas as belíssimas memórias que guardo no coração desses fantásticos anos da minha adolescência!





[  Junte-se a nós no Facebook  ]


Nº Pessoas: 4
Tempo Prep.:  30 min.
Dificuldade: * (Fácil)
Ingr. Principal: Vegetais
Vegetariano: Sim (Ovolactoveg)
Para Crianças: Sim
Tipo Prato: Sopas
Festividade: N/A
Cozinha: Portuguesa

Ingredientes: 
- 500 gr de Beldroegas
- Azeite q.b.
- 1 Cabeça de Alho inteira
- 1 Cebola Roxa grande
- 1 Courgette média
- Sal Marinho q.b.
- 3 Batatas médias
- 1 Ovo p/ pessoa
- 1 Queijo de Cabra Curado (Atabafado) p/ pessoa
  
 Também vai precisar de:
- 1 Fervedor eléctrico
- 1 Panela média
- Varinha mágica
  
Preparação:

Comece por separar todas as folhas das beldroegas dos caules, lave bem, escorra e reserve.
Descasque e lave uma cebola roxa grande e corte-a de seguida em rodelas finas. Reserve. Descasque uma batata média, corte-a em cubos pequenos, coloque-a em água (para não oxidar) e reserve. Com a ajuda de um descascador de legumes, retire toda a casca da courgette, corte o pé e parta em rodelas da grossura de um dedo. Reserve.

Cubra o fundo de uma panela média com azeite e assim que estiver quente adicione uma cabeça de alhos inteira (a que previamente retirou toda a casca branca, sem separar os dentes de alhos e mantendo a casca roxa de cada um deles). Deixe fritar em lume brando, tendo o cuidado de ir virando de todos os lados. Assim que a cabeça de alho estiver frita, retire-a da panela e reserve. Adicione ao azeite quente (intensamente aromatizado com o alho) toda a cebola, deixando-a suar em lume brando e com a tampa da panela colocada. Assim que a cebola comece a ficar levemente dourada, adicione a batata já cortada previamente (sem a água), as rodelas de courgette e duas mãos cheias de folhas de beldroegas. Envolva tudo suavemente. Deixe cozinhar em lume brando, com a tampa da panela colocada, até a courgette começar a ficar mole e as sementes se comecem a soltar. Adicione depois água fervente apenas a cobrir os vegetais, adicione uma pitada de sal, mexa e tape. Deixe cozinhar até as batatas estarem cozidas.

Assim que os legumes estiverem cozidos, retire a panela do lume, adicione um copo de água morna e reduza tudo a puré com a ajuda da varinha mágica - a base da sopa está agora preparada.
Volte a colocar a panela ao lume, adicione 2 batatas médias cortadas em cubos e deixe cozinhar por 5 a 7 minutos (ou até as batatas começarem a ficar cozidas no exterior e cruas no centro). De seguida, deite as restantes folhas de beldroegas, a cabeça de alho previamente cozinhada e adicione cerca de 1 Lt de água fervente. Envolva tudo suavemente, prove o caldo e rectifique o sal se necessário (no entanto, lembre-se que vai adicionar queijo de Cabra salgado no final do processo de cozedura, por isso, convém deixar a sopa um pouco insossa neste momento). Deixe cozinhar em lume médio/ baixo durante cerca de 10 minutos. A 5 minutos do final deste tempo, adicione 1 queijo de Cabra por pessoa, cortado em fatias médias ou em cubos.

Quando adicionar o queijo à sopa prepare também os ovos escalfados: ferva água no fervedor eléctrico, coloque-a numa panela pequena e deixe voltar a ferver abundantemente. Desligue o lume e adicione, um a um, os ovos crus a serem escalfados. Tape a panela e deixe-os permanecer na água por apenas 2 a 3 minutos (para que a gema fique líquida como nas fotografias acima, huuuuuummmmmm delícia....). Retire-os e reserve num prato à parte até servir.

Sirva a sopa bem quente, com umas fatias de pão seco torrado no prato e um ovo escalfado por cima do pão.


Bom Apetite!


4 comentários:

Princesa Tagarela disse...

Inspiração tradicional alentejana sem dúvida. Simplicidade e conforto nesta receita. Muito bom!!

Hoje, o Comida com Paixão voltou a inspirar a minha página de trabalho. ;)

https://www.facebook.com/carecentertorresnovas

Beijinho
Cláudia

Ivete Pereira Hipólito disse...

Obrigada pelo comentário e fico muito feliz que tenha gostado, Princesa! ;)
ADORO o Alentejo e guardo-o num cantinho muito especial do meu coração, junto com uma série de memórias especiais de locais, pessoas e, claro, receitas! Volto sempre que posso para recarregar baterias e encher-me de energias criativas.

Gosto muito, muito de saber que a inspiro e que lhe abro o apetite, rssss... Vou já dar uma espreitadela ao link! ;)

Beijinho grande e continuação de boa semana!

Mª João - Ponto de Rebuçado Receitas disse...

Que maravilha esta sopinha que aquece o corpo e a alma! Adorei o texto e a receita.
Beijinho

Ivete Pereira Hipólito disse...

Confesso que já me andam a apetecer alguns pratos de Outono (exactamente para isso, aquecer o corpo e alma) e como encontrei as belíssimas Beldroegas nos produtos da quinta, achei que o momento era mais que perfeito. E soube tãoooooo bem! :) Fico feliz que tenha gostado!

Obrigada pelo seu comentário, desejo que tenha tido umas EXCELENTES férias e que venha cheia de energias criativas! ;)

Beijinho e bom (quase, quase) fim de semana!