terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Supremos de Bacalhau com Crosta de Azeitonas, Salsa e Broa

Encerramos a sequência de Mimos de Natal desta cozinha, com uma alternativa muitíssimo saborosa ao tradicional Bacalhau Cozido da ementa de Consoada. Confesso que nunca me perdi de amores pelo "Fiel Amigo" português cozido com Hortaliça, por isso, nesta data mantenho o peixe no cardápio mas não da forma mais tradicional.

A sugestão de hoje é uma adaptação do Bacalhau com Broa da querida Mãe e uso-a no Inverno, em almoços ou jantares de amigos e família. ADORO tudo nesta receita e na sua confecção, o quentinho do forno a aquecer a cozinha, ir petiscando Azeitonas e pedacinhos de Broa enquanto cozinho e, já pronto, que as lascas do Bacalhau se separem ainda suculentas e húmidas com sabor a Salsa e Azeitonas. Aiiiiiiiii, perdição!



Junte-se a nós no Instagram



Veja como fazer a sugestão de hoje em vídeo (também disponível no canal COMIDAcomPAIXÃO © no YouTube).


https://www.youtube.com/watch?v=mMRYyT3PG88

Junte-se a nós no YouTube


Nº Pessoas: 1
Tempo Prep.:  90 min.
Dificuldade: ** (Média)
Ingr. Principal: Peixe
Vegetariano: Não
Para Crianças: Sim
Tipo Prato: Principal
Festividade: Natal
Cozinha: Portuguesa

Ingredientes: 
- Azeite q.b.
- Sal Marinho q.b.
- Oregãos secos q.b.
- 1 cabeça de Alho
- 3 a 4 Cebolas médias
- 1 Supremo de Bacalhau p/ pessoa (usei da marca portuguesa Riberalves)
- 3 a 4 Batatas Novas médias com casca p/ pessoa
- Água fervente q.b.
- Noz Moscada moída na altura q.b.
- 3 a 4 fatias de Broa de Milho*
- 30 a 40 gr de Azeitonas Verdes descaroçadas*
- 25 a 30 gr de Salsa fresca*

* Nota: Valores de referência, dependendo do seu gosto pessoal

Também vai precisar de:
- 2 Travessas de forno (1 grande e 1 média)
- Panela média
- Fervedor eléctrico
- Pano da loiça lavado
- Martelo de cozinha
- Ralador pequeno
- Robot de cozinha
 
Preparação: 

Descongele de véspera os Supremos de Bacalhau. Quando estiverem descongelados passe-os rapidamente por água bem fria, escorra o excesso de água e prove o bacalhau crú para verificar o ponto de sal. Reserve.

Pré-aqueça o forno a 200º C (modo de aquecimento em cima e em baixo).
Na travessa maior, deite um fio de azeite a cobrir o fundo (da travessa), uma pitada (a generosidade da pitada dependerá do ponto de sal do bacalhau) de sal marinho, outra (generosa) de oregãos secos, 4 a 5 dentes de alho esmagados com casca e 3 a 4 cebolas cortadas às rodelas. Volte a deitar um fio ligeiro de azeite por cima das cebolas e disponha os supremos de bacalhau lado a lado, com a pele para cima. Deite mais 4 dentes de alho esmagados com casca e um novo fio ligeiro de azeite por cima das postas. Leve ao forno durante cerca de 30 a 40 minutos (o tempo mencionado é indicativo, pois dependerá da grossura de cada posta) - o que pretende é que a cebola no fundo se apresente já macia e que o bacalhau esteja quase cozinhado.Ferva água no fervedor eléctrico e reserve. Lave bem as batatas inteiras e com casca e coloque-as numa panela. Adicione água fervente até cobrir, uma pitada de sal marinho e leve ao lume (brando) durante 10 a 15 minutos - procure que as batatas não cozam demasiado, deixando o centro ainda duro.

Enquanto o bacalhau assa, regue a pele do "fiel amigo" com algumas colheres do próprio molho.

Na travessa média, deite um fio ligeiro de azeite, uma pitada de sal marinho e noz moscada moída na altura. Reserve.
Quando o tempo de cozedura das batatas tiver terminado, escorra a água e, uma a uma, coloque-as dentro de um pano da loiça lavado e dobrado, dando uma martelada em cada uma (o vigor da martelada dependerá do ponto de cozedura das batatas, recomendo que não desfaça as batatas totalmente). Disponha-as lado a lado na travessa, deite um novo fio ligeiro de azeite e moa por cima noz moscada. Leve ao forno durante o tempo restante de cozedura do bacalhau, mexendo-as de vez em quando, para não secarem.

Avance para a preparação da crosta, no robot de cozinha.

* Dica: Prove as azeitonas antes de as usar. Se estiverem muito salgadas, passe-as por água antes de usar.

É importante referir que o resultado final da crosta dependerá do seu gosto pessoal:
- Se gostar da crosta mais granulosa use as 4 fatias de broa e não pique muito os ingredientes no robot;
- Se não gostar de um sabor muito intenso a azeitonas, reduza a quantidade indicada e aumente a quantidade de salsa;
- Se preferir a crosta com um aspecto de pasta mais suave e compacta, use menos quantidade de broa, mantenha as quantidades de azeitonas e de salsa e pique mais tempo no robot.
Resumindo, comece usando pouca quantidade de cada ingrediente e vá provando à medida que avança. Confie no seu paladar e aumente ou não a quantidade de cada ingrediente.
Termine, usando 1 a 2 colheres de sopa do molho do bacalhau para unir todos os ingredientes da crosta.

Assim que o bacalhau esteja quase cozinhado (após cerca de 30 a 40 minutos), tire a travessa do forno, vire cada posta cuidadosamente para que não se partam (pele para baixo), tire uma lasca de bacalhau e prove, verificando o sal. Se achar insosso, adicione uma pitada de sal à crosta que preparou. Em cada uma das postas crie uma camada uniforme de crosta - use as costas de uma colher de sopa para o efeito. Regue com um pouco de molho e leve ao forno por mais 5 a 7 minutos.

Com um palito ou garfo verifique o grau de cozedura das batatas. Deverão estar moles no centro (não em demasia) e douradas.

Emprate, colocando o Supremo em cima de uma cama de cebola e 3 batatinhas por pessoa. Sirva bem quente.


Bom Apetite e...





Sem comentários: