domingo, 29 de maio de 2016

Tarte de Lima

Raw Food | Dairy Free | Eggs Free | Gluten Free | Sugar Free | Vegetarian



Maio é o mês desta cozinha! O COMIDAcomPAIXÃO celebra o seu aniversário e já conta com 3 aninhos de existência a inspirar coisas boas no prato!

Por aqui partilhamos o que comemos, procurando manter a nossa essência: somos um blog apaixonado pela fotografia e pela comida variada e equilibrada, sempre gulosa e saborosa, que enche os olhos antes de encher a boca e a barriga. E viajando no tempo até 2013 pelos nossos conteúdos encontro essa essência, esse fio condutor bem vivo. E fico muitíssimo feliz por isso! Por isso e por ver a evolução técnica das nossas fotografias; a identidade própria do nosso food styling; a variedade de receitas, ingredientes e sabores que aqui reunimos ao longo dos anos; por ver esta cozinha tão crescida e cada vez mais cheia de gente gira à nossa mesa, quer no blog quer nas nossas redes sociais. Sinto-me verdadeiramente grata por estes 3 anos de COMIDAcomPAIXÃO!

E porque afinal se cantam os parabéns por aqui, a sugestão de hoje tinha de ser LINDA e de BABAR! E resultou mesmo assim, até porque quando me aproximo desta Tarte de Lima começo imediatamente a salivar e visualmente ADORO o resultado final! Ora digam lá se as nossas fotografias não vos tentam a comer uma fatia (ou duas) desta delícia cremosa?

Com a aproximação a passos largos dos "entas", a cozinheira da casa (entenda-se esta cozinheira) tem uma crescente preocupação com o que comemos cá em casa. E é por querer chegar aos "temidos" quarenta a vestir o mesmo número de roupa que uso há 20 anos e por ter um sr. Marido devoto às tentações gastronómicas e vínicas, mas com tendência para a hipertensão, colesterol alto e fígado gordo, que dedico cada vez maior atenção ao equilíbrio das nossas ementas semanais. 
Contrariamente aos desejos do meu sr. Marido a nossa despensa deixou há uns anos de guardar bolachinhas, pequenos bolos e chocolates prontos a comer cheios de açúcares e outras coisas mais que não interessam; carrega-se o frigorífico com vegetais e legumes fresquíssimos e biológicos, a fruteira com frutas, muuuitas frutas coloridas (então agora na Primavera e no Verão é o delírio completo); lêem-se os rótulos dos produtos prontos a consumir antes de os enfiarmos no carrinho de compras; substitui-se o mais possível o sal por especiarias; fujimos do açúcar "como o Diabo da cruz" e concentramos as asneiras alimentares no fim de semana. Bem sei que as asneiras devem ser concentradas todas numa única refeição, mas em fins de semana que metam amigos é a desgraça, senhores (e nem é nos doces, mas nos petiscos e nos vinhos)! Por isso, durante os restantes 5 dias da semana há que equilibrar a "coisa" e a sexta-feira é guardada para desintoxicar... E deliciamo-nos com refeições crudívoras com muita fruta madura, snacks de cenoura (adoro cenoura crua) e frutos secos para os lanches, sumos acabados de fazer e saladas gulosas ou sopas (frias e quentes).

E porque as sextas-feiras são usualmente guardadas para a Raw Food (ou comida crudívora) foi uma fantástica surpresa ir conhecer a House of Wonders (restaurante de Raw Food em Cascais) num encontro de bloggers, que juntou as autoras dos blogs Eat Love with Love, It's Up to You, LemonAid, Love Eat, Motivação Fit, Voltar à Terra e COMIDAcomPAIXÃO à mesa com a chef Fiona Harrower. Fomos presenteadas com um menu Rawsome (raw = crú + some (de awesome) = fantástico), que faz verdadeiramente jus ao nome: fiquei fã! Agora volto sempre que posso, de preferência com tempo para usufruir daquele maravilhoso terraço, e levo companhia para a tagarelice. E saio de lá sempre com um astral fantástico... only good vibes, babes!

O crudivorismo (ou alimentação viva) é uma dieta à base de alimentos de origem vegetal não processados ou cozinhados até à temperatura máxima de 42º C, de modo a que não existam perdas de vitaminas e nutrientes. Esta dieta dá ao organismo humano uma abundância de enzimas cruciais para o funcionamento equilibrado e um boost de energia surpreendente (em oposição às dietas de alimentos cozinhados a temperaturas superiores a 42º C, onde os aminoácidos e antioxidantes diminuem em cerca de 70%). Riquíssima em frutas, vegetais, leguminosas, frutos secos e sementes, a Raw Food resulta numa majestosa festa colorida para os olhos e para o paladar!

E olhem só para as cores desta Tarte de Lima... Nesta nossa sugestão de 3º aniversário os sabores estão em perfeito equilíbrio, quer na crosta quer no recheio, e arrisco mesmo dizer, que cada uma das partes não funcionaria sem a outra em termos de sabor. Combinámos o doce das Tâmaras com o Sal Marinho e o Cacau Puro na crosta, o amanteigado do Abacate, a doçura da Manga e o sabor cítrico da Lima no recheio e o resultado é este... Uma sobremesa densa, cremosa, intensa, muito gulosa e sem culpas na hora de comer. Perfeita para degustar estupidamente fria nos dias quentes que se avizinham!

Um enorme OBRIGADA a todos vocês que ajudam a dar vida a esta cozinha, aqui no blog e nas redes sociais, e aceitem o nosso convite: juntem-se à festa e celebrem connosco servindo-se de umas valentes fatias desta deliciosa Tarte! ♥





[  Junte-se a nós no Facebook  ]


Nº Pessoas: > 6
Tempo Prep.:  30 min. *
Dificuldade: * (Fácil)
Ingr. Principal: Frutos Secos
Vegetariano: Sim
Para Crianças: Sim
Tipo Prato: Sobremesa
Festividade: N/A
Cozinha: Raw Food

* Mais o tempo de demolha e de refrigeração

Ingredientes:
* Recomenda-se a utilização de ingredientes biológicos na preparação desta receita
Para a crosta:
- 225 gr de Tâmaras Secas e Descaroçadas, previamente demolhadas (durante 4 a 6 horas apenas no caso de estarem muito secas) e escorridas
- 100 gr de miolo de Nozes
- 45 gr de miolo de Coco seco
- 30 gr de Cacau Puro em Pó Sem Açúcar
- 1 colher de sopa (rasa) de Sal Marinho
Para o recheio:
- 200 gr de miolo de Cajú, previamente demolhado durante 4 a 6 horas e escorrido
- 240 ml de sumo de Lima (o que corresponde ao sumo de 7 a 8 Limas)
- 1+1/2 Abacate maduro cortado em pedaços
- 1/2 Manga madura cortada em pedaços
- 210 gr de Óleo de Coco (líquido)
- 110 gr de Xarope de Agave

Também vai precisar de:
- Balança de cozinha
- Copo medidor
- Robot de cozinha
- Espátula de cozinha
- Tarteira de fundo amovível com 24 cm
- Colher de sopa + copo pequeno

Preparação:

* Dica: Como é comum o óleo de coco virgem se encontrar sólido, sugiro que mergulhe o fundo do frasco numa tigela com água bem quente durante alguns minutos para que o óleo esteja líquido quando for usar.

Comece por preparar a crosta no robot de cozinha, juntando todos os ingredientes no copo do processador e transformando-os numa massa homogénea e compacta.

Transfira a massa para a tarteira de fundo amovível usando uma espátula de cozinha. Nivele a massa contra o fundo e as paredes da tarteira com a ajuda das costas de uma colher e no final com o fundo de um copo pequeno. Reserve.

Lave e seque bem o copo e a lâmina do robot de cozinha e comece a preparar o recheio: junte todos os ingredientes sólidos primeiro e reduza a puré denso em velocidade alta, depois adicione os ingredientes líquidos e processe em velocidade alta durante alguns minutos e até obter um creme leve e suave.

Transfira o recheio para a tarteira de fundo amovível usando uma espátula de cozinha. * Nivele com a ajuda de uma espátula de cozinha e termine agitando (gentilmente) a tarteira para que o recheio se "acomode" na base da massa.

* Sugestão: Se sobrar algum recheio coloque-o numa caixa pequena e congele - pode descongelá-lo quando preparar uma nova tarte ou ir saciando a gula a meio do dia, servindo ao lanche como gelado saudável e guloso nos dias quentes que estão por aí a chegar. ;)

Leve ao congelador por 1 hora, passando de seguida para o frigorífico por 2 horas (mínimo). Conserve no frio (no máximo durante 2 semanas).

Sirva na tarteira ou desenforme (com jeitinho, paciência e cuidado) e decore o topo com algumas fatias e casca ralada de lima.


Bom Apetite!


 

Nota: Receita original de Tanya Maher, autora do livro The Uncook Book

2 comentários:

Lia Teixeira disse...

Muitos parabéns pelo aniversário do teu cantinho que, embora não conheça há muito tempo, já é para mim um espaço de paragem obrigatória!!
Quanto à tarte, é só a minha tarte preferida e por isso, não comia só uma fatia, garanto-te!!!
Um beijinho e uma excelente semana,
Lia

Ivete Pereira Hipólito [ blog COMIDAcomPAIXÃO ] disse...

Muito, muito OBRIGADA querida Lia! Pelas tuas palavras carinhosas, pelos parabéns e por nos fazeres companhia nesta nossa cozinha! Fico tão feliz com a tua presença por cá! <3

Quando puderes experimenta esta alternativa crudívera, que é (sem exageros) DE-LI-CIO-SA!

Beijinhos grandes de volta para ti e bom fim de semana!